Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Programa Final do Internato sexto ano

Atualizado em 02/01/17 22:35.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

FACULDADE DE MEDICINA

DEPARTAMENTO DE PEDIATRIA

 

 

PLANO DE ENSINO

 

 

CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA

 

 

DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM PEDIATRIA II

   

CÓDIGO: 024

 2017

 COORDENAÇÃO E ORGANIZAÇÃO

 Profª. Dra. Lusmaia Damaceno C. Camargo

Prof Guilherme Lopes Barbosa

Prof. Dr. Solomar Martins Marques

 

DIREÇÃO DA FACULDADE

Prof. Dr. Fátima Maria Lindoso

 

COORDENADORES DO CURSO DE MEDICINA

Profª. Dra. Maria Auxiliadora

Profª. Dra.Alessandra V. Naghettini

2017

 

DEPARTAMENTO DE PEDIATRIA DA FACULDADE DE MEDICINA – UFG

 

Médicos e Professores do Departamento de Pediatria

 

Chefe do departamento: Profª. Dra. Lusmaia Damaceno Camargo Costa

Subchefe do departamento: Profº. Dr. Solomar M. Marques

Chefe da unidade de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente

 (HC/UFG/EBSERH): Johnathan Santana de Freitas (Nefropediatria)

 

Coordenadores do Segundo Ano do Estágio Supervisionado em Pediatria (Disciplina Pediatria II)

Prof. Guilherme Lopes Barbosa

Prof. Solomar Martins Marques

 

Ambulatório

  1. Adriana Helena de Matos Abe (Pediatria)*
  2. Antônio Rubens Alvarenga (Pediatria)*
  3. Breno Alvares de F. Pereira (Reumatopediatria)*
  4. Edward Esteves Pereira (CIPE)
  5. Eliane Terezinha Afonso (Adolescência)
  6. Flávio Henrique A. de Lima (Adolescência)*
  7. Guilherme Lopes Barbosa (Pediatra)*
  8. Helena Araújo de Sousa (Pediatria)*
  9. Johnathan Santana de Freitas (Nefropediatria)
  10. Lusmaia Damaceno (Pneumopediatria)*
  11. Maria Helena Canuto (Pediatria e Adolescência)*
  12. Maria Ivone Vilella (Pediatria)
  13. Mariza Avelino Martins (Doenças congênitas)*
  14. Naflésia Bezerra Correia (Gastropediatria)*
  15. Solomar Martins Marques (Pediatria)*
  16. Thais Bomfim Teixeira (Genética)

 

Neonatologia

  1. Antônio Rubens Alvarenga (Neonatologia)
  2. Fernanda Peixoto (Neonatologia)*
  3. Maja de Medeiros (Neonatologia)

 

Enfermaria

  1. Alessandra Vitorino Naghettini (Nefropediatria)*
  2. Breno Álvares de Faria Pereira (Geral e Reumatologia pediátrica)
  3. Johnathan Santana de Freitas (Nefropediatria)
  4. Lusmaia Damaceno C. Costa (Pneumopediatra)
  5. Naflésia Bezerra Correia (Gastropediatria)
  6. Patrícia Marques Fortes (Nefropediatria)
  7. Paulo Sérgio Sucasas da Costa (Infecto)*
  8. Solomar Martins Marques (Pediatria)*
  9. Soraya Gusmão Leão (Pediatria)

 

 

Setor de Urgência Pediátrica - SERUPE 

  1. Alexandra Vilela Gonçalves
  2. Ana Maria de Paula. S. Lima
  3. Andyara Cecílio Brandão
  4. Maria Selma Neves da Costa (coordenadora)

  

*Docentes cadastrados no SIGAA nessa disciplina

 Ementa:

O estágio propicia ao aluno trabalhar na atenção integral da saúde da criança e do adolescente em suas diferentes fases do desenvolvimento. Promoção e proteção à saúde incluindo aspecto bio-psico-social e ambiental. Prevenção de riscos e agravos. Propedêutica e terapêutica das doenças prevalentes. Desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes para o atendimento. Estimula o desenvolvimento pessoal de princípios éticos, humanístico e relacional com ênfase na interdisciplinariedade. 

 

Objetivos Gerais:

PROPORCIONAR AO ESTUDANTE:

  • Oportunidades para o aprendizado sobre a promoção da saúde do recém- nascido ao adolescente.
  • Oportunidades para o aprendizado do diagnóstico, tratamento e recuperação da saúde da criança relativo às doenças mais prevalentes na infância e adolescência.
  • Capacitação na área de domínio da pediatria tendo como promovendo atender ao perfil do egresso, o médico com formação generalista, crítica e reflexiva, baseada em princípios éticos e humanísticos, compreendendo e intervindo no processo saúde-doença tendo em vista os seus múltiplos determinantes. Deverá ser um agente ativo no processo de mudança social por meio da atenção integral à saúde nas diferentes fases do ciclo da vida. Para isso deverá atuar na promoção, proteção e recuperação da saúde, em seus diferentes níveis de atenção, sendo capaz de trabalhar em equipe e em consonância com o modelo de atenção à saúde, o mundo do trabalho e com as necessidades do SUS.
  • Estímulo ao autocuidado.
  • Conhecimento dos principais programas do Ministério da Saúde

 

 Este plano de ensino foi estruturado tendo como base as competências definidas pelas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina*, de outubro de 2001, e o modelo proposto pelo Outcome Project do Accreditation Council for Graduate Medical Education# e pelo Medical Schools Objectives Project (MSOAP) da American Association of Medical Schools (AAMC)+.

 

*Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Medicina, de outubro de 2001 - homologa Parecer 1.133/2001 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. DOU, seção 1, número 190 de 3 de outubro de 2001.         http://www.abemeducmed.org.br/forum_dive.htm

#Outcome Project Accreditation Council for Graduate Medical Education - http://www.acgme.org/Outcome/

    Medical Schools Objectives Project (MSOAP), da American Association of Medical Schools (AAMC).                 http://www.aamc.org/meded/msop/start.html

 

 

ESTRUTURAÇÃO DO ESTÁGIO

Duração: 12 semanas

Local: Hospital das Clínicas e Maternidade Dona Íris. Estruturado em quatro rodízios de três semanas, cuja seqüência será:

          Ambulatório – Berçário (HC e Dona Íris) – Enfermaria – SERUPE.

1. Sessão clínica de pediatria na última quarta-feira do mês às 13h 30min (Faculdade de Medicina).

 

2. Ambulatório: organizar a escala para o acompanhamento dos ambulatórios de especialidades, de forma que todos os alunos acompanhem cada ambulatório de especialidade em pelo menos um dia.

 

3. A responsabilidade do plantão se encerra com a chegada do colega responsável pelo próximo plantão, em caso de atraso desse, o interno deverá contatar o plantonista (ou o representante de turma). Deixar o plantão descoberto, mesmo que por falta do outro, sem comunicar com os responsáveis, será considerada falta.

 

4. A divisão das turmas e a definição do primeiro rodízio deverão ser realizadas antes do início do estágio sob a coordenação do representante de turma. Cada grupo deve comparecer no primeiro dia em seu primeiro rodízio.

 

5. As escalas – plantões, coberturas e prescrições de final de semana - deverão ser entregues na secretaria do Departamento de Pediatria e afixadas no mural de cada setor. Trocas são permitidas, mas a responsabilidade pelo plantão ou prescrição é do aluno listado na escala original.

 

 

Cronograma das atividades

 

Segunda

 

Terça

Quarta

Quinta

Sexta

Sab/Dom

Ambulatório

matutino

 

Pediatria (5)

Especialidades (2)

8 -12h

 

Pediatria(5)

Especialidades (2)

8 -12h

Pediatria(5)

Especialidades (2)

8 -12h

Adolescentes

    8 -12h

 

Adolescentes

 8 -12h

 

Ambulatório

vespertino

 

Pediatria

Pediatria (5)

Especialidades (2)

13-18h

 

Pediatria

 

13-18h

Pediatria

Pediatria (5)

Especialidades (2)

13-18h

Aula Teórica

Pediatria

13-18h

 

 

 

 

Enfermaria

Evolução

Discussão de casos

07-12h

Evolução

Discussão de casos

     7-12h

Evolução

Discussão de casos

7-12h

Evolução

Discussão de casos

7-12h

Evolução

Discussão de casos

7-12h

Prescrição

         (2)

Cobertura (2)

12-19h

Cobertura (2)

12-19h

 

Cobertura (2)

     12-19h

Cobertura(2)  12 -19 h

Cobertura (2)

   12 - 19 h

 

 

 

Neonatologia

Berçário e ALCON

  7 -12h

Berçário e ALCON

   7 -12h

 

Berçário e ALCON

   7 -12h

Berçário e ALCON

    7 -121h

Berçário ALCON

  7 -12h

 

Prescrição

(1)

 

ALCON.(1)

 14 -16h

 

ALCON (1)

  14 -16h

ALCON (1)

14 -16h

ALCON (1).

14 -16h

ALCON 1)

14 -16h

Dona Ìris (1)

13-19h

Dona Ìris (1)

13-19h

Dona Ìris (1)

13-19h

Dona Ìris (1)

13-19h

Dona Ìris (1)

13-19h

 

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

Plantão (1)

7-19h e 19-7h

 

SERUPE

Evolução e discussao

7-11h

Evolução e discussao

7-11h

 

Evolução e discussao

7-11h

Evolução e discussao

7-11h

Evolução e discussao

7-11h

Plantão

7 -19h (1)

 

Plantão

7 -19h (2)

19- 7h (1)

Plantão

7 -19h (2)

19- 7h (1)

Plantão

7 -19h (2)

19- 7h (1)

Plantão

7 -19h (2)

19- 7h (1)

Plantão

7 -19h (2)

19- 7h (1)

Plantão

   19h-7h (1)

 

Obs: entre parênteses- número de alunos para determinada atividade; demais atividades: todos

 

 

 


COMPETÊNCIA: CONHECIMENTO E HABILIDADES MÉDICAS

Ao final do segundo ano do Estágio Supervisionado, considerando o conteúdo programático o aluno, deverá estar apto a:

 

Cenário de prática

 

Objetivos de aprendizagem

 

Conteúdo

 

Enfermaria

Reconhecer, diagnosticar e buscar a referência especializada

Doença renal crônica

Glomerulopatias

Infecção urinária associada à malformação

Reconhecer, diagnosticar e buscar a referência especializada

Diarréia crônica

Colestase neonatal

Hepatopatias crônicas

Diagnóstico diferencial de vômitos

Reconhecer, diagnosticar e buscar a referência especializada

Febre Reumática

LES e diagnóstico diferencial

Febre de origem indeterminada

Reconhecer, diagnosticar tratar

Distúrbio ácido básico

Reconhecer, diagnosticar e buscar a referência especializada

Abordagem das pneumopatias crônicas persistentes e recorrentes

Abordagem da criança com dificuldade respiratória

Neonatologia

 

Realizar

Assistência ao RN na sala de parto:

Orientação na alta do alojamento conjunto

Reanimação neonatal

 

Reconhecer, diagnosticar e tratar

Sepse neonatal   Icterícia neonatal  RN de mãe diabética

Doença respiratória RN   Distúrbios metabólicos no RN

Prematuridade

 

Ambulatório matutino

 

Avaliar, reconhecer, diagnosticar e tratar

 

Puberdade precoce e variações da puberdade

Cefaléia na infância e adolescência

Transtornos alimentares

Dor em membros

Doença do refluxo gastroesofágico

Dor abdominal recorrente

Obstipação crônica

Anemia na infância

Crescimento na adolescência e variações da normalidade

Ambulatório ambulatório vespertino

 

 

 

Avaliar, reconhecer, diagnosticar e tratar

Hipertensão arterial

Obesidade

Alergias na criança: rinite alérgica e dermatite atópica

Abordagem da asma na intercrise

Diagnóstico diferencial do lactente sibilante

 

Realizar

Vacinas - CRIE

Profilaxia da transmissão vertical do HIV

 

Reconhecer, diagnosticar e buscar a referência especializada

Tuberculose na Infância

Hepatites virais

Hepatoesplenomegalia

 

SERUPE

 

Reconhecer, diagnosticar e tartar

Hidratação EV e distúrbios hidroeletrolíticos

Descompensação diabetes mellitus

Crise falcêmica

Crise convulsiva na emergência e convulsão febril

Febre sem sinais localizatórios

Dengue   Influenza    Doença exantemáticas

Anafilaxia  Urgências em crise asmática  Pneumonias

 

 

 

Metodologia de ensino e aprendizagem:

 

Discussão de casos clínicos reais nas enfermarias, ambulatórios e unidade de emergência hospitalar;

 

Apresentação de artigos relacionados aos casos clínicos acompanhados;

 

Aulas expositivas-dialogadas.

 

Métodos de Avaliação de acordo com objetivos e cenários de prática

Conhecimento:

Aplicação de testes de múltiplas escolhas e questões discursivas voltadas para situações ou casos clínicos reais ou elaborados conforme o conteúdo programático e os objetivos de aprendizagem. Realizado no final do estágio.

 

Habilidades e atitudes:  Avaliaçao porConceito global ( anexo 2)

  Mini-CEX (anexo 1)

                                         Revisão de prontuário e prescrição

                                        

 

Cenário de prática

Forma de avaliação

Enfermaria

Mini-CEX e Conceito global

Neonatologia

Conceito global

Ambulatório

Conceito global

SERUPE

Conceito global

Revisão de prontuário e prescrição

 

Composição da nota final: média aritmética das avaliações dos cenários e da avaliação de conhecimento.

 

Como em todo o Internato exige-se 100% de frequência.

 

 

Referências bibliográficas:

  1. Lopez, F.A. & Campos Junior, D. Tratado de Pediatria: Sociedade Brasileira de Pediatria – 3ed. – Barueri, SP: Manole, 2014.
  2. Kliegman, R.M., Behrman, R.E., Jenson, H.B., Stanton, B.F. Nelson Textbook of Pediatrics. 19ª ed. Philadelphia: Saunders Elsevier, 2010.
  3. Saito MI, Silva LEV. Adolescência: prevenção e risco. Editora Atheneu (SP), 2001.
  4. Atenção à saúde. 2. Adolescência. I. Coordenação de Desenvolvimento de
  5. Blackbook- 4ª Edição. 2008
  6. Braga JAP, Tone LG, Loggetto SR. Hematologia para o pediatra. São Paulo: Atheneu, 2007.
  7. Diagnostico e Tratamento em Neonatologia. Benjamin I. Kopelman; 1º edição; Editora Atheneu
  8. Doenças Pulmonares em Pediatria. SPSP (Ed Ateneu) 2014.
  9. Maksoud, J.G. Cirurgia Pediátrica.Volumes 1 e 2. 2a Edição, Editora: REVINTER. 2010. ISBN8573097019
  10. Manual de atenção à saúde do adolescente./ Secretaria da Saúde.
  11. Manual de Reanimação Neonatal – Academia Americana de Pediatria UNIFESP
  12. Manual prático de atendimento ambulatorial- SBP
  13. Marcondes, E., Vaz F.A., Ramos, J.L., Okay, Y. Pediatria Básica. 9ª ed. São Paulo: Sarvier, 2002.
  14. Coates V, Fragoso L. Medicina do adolescente. Sarvier- 2ed, 2003.
  15. Sucupira, AC. Pediatria em Consultório- 5ª edição (Sarvier). 5ed, 2010.
  16. Françoso LA, Gejer D, Reato LFN. Sexualidade e Saúde Reprodutiva na Adolescência. Atheneu, 2001.
  17. Toporovski J, Mello VR, Martini Filho D, Benini V, Andrade OVB. Nefrologia Pediátrica. 2.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2005.


                                                             ANEXO 1

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

FACULDADE DE MEDICINA

Departamento de Pediatria

 

Mini-Avaliação Clínica (Mini-Cex) – Departamento de Pediatria

 

Aluno: ________________________________________________ Ano: __________                                                                               

 

Avaliação direta nos diferentes cenários de atuação pelo docente, preceptor médico e preceptores das demais áreas da saúde.

 

Cenários: Ambulatório Geral (   ) Ambulatório Especialidades (   ) Enfermaria (   )PS (   )  Berçário (   )   UTI (   ) UBS(   )   

Foco da Consulta:      História         Exame físico        Diagnóstico        Consulta completa

Clínica

 

Favor Graduar usando a tabela ao lado:

Insatisfatório 0,75

Limite  1

Satisfatório   1,25

Excelente  

1,5

1. Anamnese:

Colhe história de forma organizada e completa

Fez revisão do prontuário. Letra legível. Datou e assinou.

 

 

 

 

2. Habilidade no exame:

Faz exame físico completo, incluindo ex. genital. Pesou, mediu, construiu curvas.

 

 

 

 

3. Habilidade na comunicação:

-Identifica-se e cumprimenta. -Acolhe e aborda adequadamente o paciente e o cuidador.

-Esclarece as atividades a serem executadas.

--Utiliza linguagem simples de acordo com o nível educacional.

-Permite que eles se sintam à vontade.

-Estimula perguntas e esclarecimento de dúvidas.

-Informa a conclusão e esclarece os passos a seguir na investigação e plano terapêutico.

-Busca criar vínculo com o paciente comprometendo-se com o caso.

 

 

 

 

4. Raciocínio clínico:

-É capaz de identificar problemas e formular hipóteses hierarquizando-os.

-Formula um plano de abordagem preventiva e terapêutica.

-Fornece orientações de prevenção, promoção e educação em saúde para o cuidador.

-

 

 

 

 

5. Conduta ética:

-Estabelece relação de respeito com o paciente e com o cuidador.

-Capacidade de lidar com imprevistos e situações de conflito.

-Relacionamento com os colegas e com a equipe.

Interage com o preceptor, aceitando as observações e críticas.

 

 

 

 

6- Organização e resolutividade:Utiliza sua criatividade e conhecimento na sua prática -Estabelece soluções de problemas e situações com organização, bom senso, de acordo com a necessidade do caso.

 

 

 

 

Insatisfatório (<3): abaixo das expectativas

Satisfatório (4 a 6): atinge as expectativas, ficando ocasionalmente abaixo delas.

Superior (7 a 9):        excede as expectativas

 

 

 

 

 

 

Tempo de observação (em minutos) Tempo de feedback(em minutos)        

 

Comentários:______________________________________________________________________________________________________________________________________________                                      

 

 

_________________________                                                              _________________________

                  Preceptor                                                                                                    Aluno

 


                                                   ANEXO 2

 

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

FACULDADE DE MEDICINA

Departamento de Pediatria

Colar foto  do(a)

aluno(a)

 

 

 

 

FICHA DE AVALIAÇÃO – CONCEITO GLOBAL

INTERNATO EM PEDIATRIA

 

 

 NOME DO ALUNO:------------------------------------------------------------------------

CENÁRIO:-------------------------------   ----------              PERÍODO:---------------- -

 PRECEPTOR (A):---------------------------------------------------------------------------

 

 

Critério

S1

S2

S3

S4*

Total

1

Chega às atividades pontualmente

 

 

 

 

 

2

Preocupa-se com a apresentação pessoal

 

 

 

 

 

3

Demonstra respeito e adota postura ética com a equipe e com o paciente

 

 

 

 

 

4

Comunica-se com linguagem adequada

 

 

 

 

 

5

Demonstra envolvimento com o paciente

 

 

 

 

 

6

Demonstra habilidade para trabalhar em equipe

 

 

 

 

 

7

Demonstra habilidade geral para as atividades previstas no estágio

Anamnese  e exame físico completo.

 

 

 

 

 

8

Demonstra raciocínio clínico satisfatório, elabore hipóteses/determina condutas

 

 

 

 

 

9

Demonstra conhecimento prévio e busca novos conhecimentos

 

 

 

 

 

10

Demonstra interesse pela disciplina

 

 

 

 

 

* S1,S2,S3,= Semanas 1,2 e . Alunos no rodízio da enfermaria não serão avaliados na semana 3.

 Cada item deve ser avaliado como: 0 (ruim) – 0,5 (razoável) e 1,0 (adequado)

 

Média:- ---------------------------------------

 

Pontos Positivos a destacar

Sugestões para o desenvolvimento

 

 

 

 

 

 

 

 

CONCLUSÃO: APTO (    )                 INAPTO (   )

 

 

_________________________                                                              _________________________

                  Preceptor                                                                                                    Aluno

 

Listar Todas Voltar